Mc Gi

 

A Mc Gi é uma das Mc’s com mais destaque na cena atual de electrofunk. Tem feito bons trabalhos com o Edu K, Chernobyl South Rakkas Crew, Pristine Blusters e com o BloodShake (R.I.P.). Com rimas de duplo sentido, estilo pop e voz de mulher madura, a Mc tem conquistado espaço com suas produções. Recentemente, junto de Cabal e Chernobyl, lançaram a Empipa Pipa pelo selo Exploited:

Além disso, a moça colocou no seu soundcloud uma participação dela com um remix Edu K:

Dem Slackers – The Joker (edu k’s bad bod stomp rmx ft MC Gi)

Tem tambem outra track que o Edu K produziu:

Edu K feat Mc Gi – Tamanho  eh documento

 

Outras musicas da Mc Gi:

Mc Gi – Quer Romance (pristine bluserts dirty mix)

Mc Gi feat KKK – Essa FadaRmx:

  <span>

Conversamos com a moça, para entendermos melhor como ela conheceu o funk e o que ela prepara para 2010:

Funk na Caixa:Bom Gi, conta pra gente como foi seu primeiro contato com o Baile funk
MC GI: Meu primeiro contato foi no colegial, eu era nova no colégio, fiz amigos que curtiam o som e  vieram me mostrar que se eu parasse pra ouvir realmente, eu iria começar a gostar tambem.

F :E quando veio a ideia de cantar funk?
Gi: Escrevi um funk falando da epidemia de dengue na minha cidade (o Funk do Mosquito), mostrei pra um amigo MC e ele adorou!!!Quis que a gente gravasse e como a idéia inicial da letra era em dupla, aceitei a proposta.

F :E qual foi sua reação quando foi ao seu primeiro baile funk, mas como convidada, não para se apresentar.
Gi: A primeira vez que fui, foi na minha própria apresentação haha foram duas estréias na mesma noite! Adorei, é sempre uma energia mto boa e ninguem me convence ao dizer que consegue ouvir funk e ficar parado…é impossivel!

F :Todos falam que Santos é o segundo polo de Baile funk. Conta pra gente como é a cena ai em Santos.
Gi :A cena de Santos é muito forte, mas poucas pessoas sabem disso, porque a midia até hj sempre mostrou o funk como sendo o funk de raiz, carioca mesmo.O funk da baixada existe ha bastante tempo, os mc’s daqui são muito bons e esperamos que mais gente fique sabendo disso e prestigie o funk como um todo e não algo apenas regional.

F :Voce continua se apresentando nos bailes ai de Santos?
Gi : Faz tempo que não canto por aqui, os bailes aqui não estao acontecendo com a frequência de antigamente, sinto falta disso. Outro fator, é meu estilo que esta bem diferente, meu som é bem mais eletrônico do que antes.

F : Podemos perceber que o seu funk é diferente do baile funk do rio (ausênica de palavrão e rimas mais compostas). Como o pessoal recebe esse seu ‘novo funk’?

Gi : Muita gente chama de pós-funk, neo-funk, por ter referências fortes do funk carioca, mas letras diferenciadas e batida eletrônica.Estou muito feliz com a resposta, porque até quem nunca se interessou pelo estilo, por algum preconceito, as vezes por não ter conhecimento e julgar pelo simples fato de ser funk,agora gosta, escuta e fala super bem.  Perdeu totalmente a ideia errada que tinha antes.

F :E qual a reação do pessoal de quandodo você canta num “baile” de quando você canta numa balada, é muito difrente?
Gi : A diferença principal que vejo entre um baile e numa balada, é que: no baile o pessoal ta mais pra dançar, curtir a musica, rola o lance de ser uma apresentação, claro, mas não tem tanto a vibe Show, a vibe artista/fã que rola numa casa noturna.

F :hmm entendo. Recentemente você lançou uma track com Prod. do Chernobyl e participaçåo do Cabal, a Empina pipa. Conta pra gente como foi essa parceria.

GI : Eu tinha o Cabal no myspace e com muita cara de pau, fui perguntar se ele aceitaria fazer uma faixa junto comigo (isso foi em 2008) pra minha surpresa ele aceitou,e eu que pensei que ele não aceitaria por ser outro estilo .Estava conversando com o Chernobyl ja fazia um tempo e queriamos trampar em uma track juntos, dai dei a idéia se ele aceitaria fazer a beat dessa junção rap/funk e ele aceitou, fiquei super feliz!

F :E a sua turnê pela Europa, como ficou depois do vulcão entrar em erupçao?
Gi : Mudamos as datas, eu iria perder vários shows devido aos atrasos, outro fator foi que mudei de empresário. Não aceitei o fato dele deixar de fazer certas coisas cruciais e rompemos. Mudamos para mais pra frente, pois queremos conciliar com o lançamento da minha track nova na Alemanha.

F :E para 2010? O que podemos esperar?
Gi : Otimas novidades! Parcerias de peso e muita MC Gi na tv e nas rádios, Amém!! hahaah Agora, posso adiantar que meu CD sai esse ano! O resto é surpresa*-*

F : Deu pra ver em algumas fotos do seu show em Uberlândia, que na festa você estava com um dj. Quem é o dj que te acompanha?
Gi : Por sinal foi minha primeira apresentação com ele e nos demos muuuito bem! O nome de trampo dele é El Super Gummi, é meu dj fixo e me acompanha nas viagens a partir de agora.

F :E como é a apresentação de vocês? Ele canta tambem ou ele é apenas dj?
Gi : No momento ele só toca, mas tenho musicas mais antigas que irei regravar com a voz dele, dai essas musicas cantaremos juntos, fora as novas letras que já surgiram e estão prestes a serem gravadas!

 

Ficou curioso para conhecer o El Super Gummi? Em breve sai mais informações com ele. Posso adiantar que rolou musica nova da Gi e El Super Gummi pro Funk na Caixa.

Tags:, , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.867 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: