As 9as do Chernobyl – parte II

10687149_693680804073060_1575383977383169244_n

O Fredi não larga essa moda de ostentação

Nessa segunda parte do post relacionado ao NEO BAILE FUNK (yes!), o produtor do Rio Grande do Sul, Fredi Chernobyl, solta alguns edit’s que, se você conhece um mínimo do trabalho dele irá perceber que o neo baile esta de volta naquele bom e velho esquema: produção de electro com pontos de funk, vocais de funk e o batidão (pesado) pra fechar a conta.

[soundcloud url=”https://api.soundcloud.com/tracks/167273073″ params=”color=ff5500&auto_play=false&hide_related=false&show_comments=true&show_user=true&show_reposts=false” width=”100%” height=”166″ iframe=”true” /]

Logo de cara o produtor acertou em cheio com o Gutter Bass e o edit “chama as novinhas”. Caraca que combinação maneira dos vocais com a base, até parece que um foi feito para o outro. Mas não, foi um edit sacana a’la Chernoba.

[soundcloud url=”https://api.soundcloud.com/tracks/167270816″ params=”color=ff5500&auto_play=false&hide_related=false&show_comments=true&show_user=true&show_reposts=false” width=”100%” height=”166″ iframe=”true” /]

[soundcloud url=”https://api.soundcloud.com/tracks/167271771″ params=”color=ff5500&auto_play=false&hide_related=false&show_comments=true&show_user=true&show_reposts=false” width=”100%” height=”166″ iframe=”true” /]

Já os outros dois edit’s, o produtor mandou aquele bom e velho ‘refix’ que é uma atualização de um projeto que ele: ou já lançou, ou guardou e esta lançando agora – só que com aquele tapinha a mais. i95 ganhou linhas mais pesadas de grave (o que nunca é demais), enquanto Make Taht Booty Clap, um miami bass sensual, veio com pontos de funk e alguns efeitos nos vocais. Fórmula certa pra colocar qualquer novinha pra dançar.

 

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

*