EXCLUSIVO: Remix do Ruxell para Rap do Trabalhador

 

 

O produtor Ruxell esta lançando aos poucos seu EP KAZOADA, soltando  uma música por semana. E a bola da vez sai com o Funk na Caixa.

Repaginando diversas músicas da cultura do Funk, o produtor carioca tem chamado amigos para mostrar a versatilidade que o funk tem e também mostrar seu talento com a Bass Music. Com 6 músicas no total, ele convidou e trabalhou com caras como: Flying Buff, Mc Bin Laden, Marginal Men, Mc Magalhães, Claudinho e Buchecha e outros que ainda estão por vir.

Com exclusividade, você pode conferir aqui no Funk na Caixa, o remix para Rap do Trabalhador do Mc Magalhães. Junto da dupla Flying Buff. Conheça mais do produtor abaixo:

Quem é o Ruxell? como Surgiu o projeto?

R: Me chamo Ruan, e Ruxell é meu projeto onde sou DJ e Produtor Musical do Rio de Janeiro. Tenho 24 anos e sou fissurado por Bass Music. O projeto surgiu a 3 anos atrás quando, após o fim da minha última banda, senti necessidade de continuar passando a minha verdade através de minhas músicas e continuar vivendo meu sonho de uma forma diferente, onde acabei encontrando o caminho que da o sentido na minha vida hoje em dia.

Como surgiu a ideia dessa coletânea de remixes? Porque remixar clássicos do Funk Carioca?

R: A ideia surgiu no início do ano, quando comecei a me aventurar nas misturas com o Funk. Sempre gostei de fazer colaborações (Collabs) e então pensei “porque não reunir uma rapaziada da pesada com bastante personalidade e compatibilidade nos sons a fim de trazer uma nova roupagem a grandes clássicos do Funk?” Daí a fusão de todas essas ideias deu origem ao EP Kaozada.

O que podemos esperar do Ruxell mais pra frente?

R: Muitas, muita música nova, colaborações com produtores e cantores de vários lugares do mundo (Jamaica, Suíça, Nova Zelândia, Califórnia, Argentina e muitos outros), videoclipe, single novo e um EP pro verão.

————

Encontre o Ruxell nas redes sociais:

Facebook

SoundCloud

ruxell

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. Ruxell completa os lançamentos do seu álbum “Future Funk” | Funk na Caixa

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

*