É Pau, é Trap, é o remix do Aqualight pro Pikachu.

Difícil explicar, mas dia após dia, mais produtores remixam músicas de funk e adentram nesse universo. A bola da vez é o DJ e produtor Aqualight. Parte da DKG, o DJ é metade do duo AQUABASS e também se apresenta sozinho. Inclinado pro Trap, aproveitou a fase pra remixar o MC Pikachu.

Bati um papo rápido com o Willian, pra conhecer mais da sua carreira e trabalho. Aproveite o download gratuito por este link.

Quem é o Aqualight?

Meu nome é Willian Abrante, sou natural de Mogi das Cruzes – SP e tenho 26 anos (meu aniversário é daqui alguns dias, dia 08/11 rs). O meu projeto como Aqualight, começou no início de 2010, tocando: Electro House e Fidget. Ao decorrer do tempo, eu fui agregando outros gêneros, como: Jungle Terror, Dubstep, Trap, entre outros.

Eu nunca fui preso a uma vertente só, eu sempre procurei deixar os meus sets e apresentações com uma mistura de estilos, deixando bem diversificado.

Além de DJ eu também já fiz algumas produções, no começo elas eram focadas sempre no Fidget House – influência de um grande amigo, H2O Project.

A música sempre esteve presente na minha vida e carreira, mas ainda não consigo sobreviver dela. Arrisquei algumas produções que tiveram destque, como “I Am Dancing” que saiu na gravadora Polonesa, Sick Slaughterhouse. Esse som alcançou a marca de TOP #22 Beatport com o Remix de Darth Vader. No ano seguinte em 2012, veio o EP “Rock’N’Roll”, assinado pela Cash Gold Records TOP #71 no BeatPort também.

Com esses releases, e o apoio de grandes amigos e produtores, passei a me apresentar no circuito alternativo e de Bass Music de São Paulo. Cheguei até a viajar pra fora de SP, como Copacabana (RJ), Recife (PE), Maceió (AL) e Maringá (PR) .Atualmente faço parte da Dirty Kidz Gang, um coletivo de artistas de São Paulo.

– Como surgiu a ideia do remix pro Pikachu?

A ideia, basicamente, começou numa festa entre amigos. Um deles (Salve Diego… rs), começou a cantar a música do Pikachu, olhou para mim e disse:

-Mano, porque você não faz um remix dessa música? Um bass, seguido do refrão, tá ligado? tipo: Pau, pau, pau… Bummm, buum, buum, rs”.

Na hora nós demos muitas risadas, mas a ideia ficou na minha cabeça. Depois de um tempo resolvi colocar em prática, já que uns amigos – que também são produtores – estavam criando esses Remixes em cima do Funk atual.

Depois de montar toda a ideia do remix, eu subi a faixa no Soundcloud, mostrei para alguns amigos e tive a ideia de mostrar para o próprio criador da música original né, o Pikachu… haha.

Para a minha surpresa, o MC Pikachu respondeu o inbox que eu havia mandado com a ideia do Remix, dizendo que gostou e achou muito da hora. Ele até pediu o meu email e disse que iria me mandar alguns vocais para eu fazer mais remixes como aquele! Foi uma surpresa bem legal, rs.

O que podemos esperar do Aqualight?

Olha, pra ser sincero, eu não estava tão ativo com as produções! Eu até estava produzindo algumas tracks, mas nunca finalizava.

O que eu posso dizer é que agora eu estou muito mais ativo, criando mais coisas, ou seja… Podem esperar mais músicas, tanto remixes, quanto músicas originais!

Espero terminar um EP próprio o mais breve possível, pois quero aparecer por aí tocando muita coisa minha! Hahaha

——–

Encontre o Aqualight nas redes:

Facebook // SoundCloud // Site

1440x1440

1 Comentário on É Pau, é Trap, é o remix do Aqualight pro Pikachu.

  1. Diego França A. // 3 de novembro de 2015 em 13:46 // Responder

    Esse MLK tem futuro. Som 100% original.

Deixe uma resposta para Diego França A. Cancelar resposta

Seu e-mail não será publicado.

*