Arquivos | Noticias RSS for this section

BRZ005 – Vem Piranha remixes

brz-005

Sol, Suor e Grave, é assim que o trio mais bacana de Pelotas se identifica.

O Pesadão Tropical vem agitando o cenário de favela trap com suas produções e agora em agosto vai completar um ano de existência. Pensando nisso, resolveram pedir uns remixes para o seu single Vem Piranha e descobrir o que é piranhagem, assim que surgiu o EP dos piranhudos, BRZ005 pelo selo Braza.

São 5 remixes, um mais legal que o outro. Na ordem: BLVDE traz um electro pesado com influência do trance, fugindo totalmente ao popular global bass e ghetto culture; em seguida o alemão Ghetto Vanessa traz nas batidas do moombahton a forma de samplear do funkeiro carioca – ou pelo menos como ele entende que seja isso; para acalmar a pancadaria sonora, Carlos Beat traz o chill trap – filho do Sango – e acalma o rolê, sem perder a essência da coisa; falando em essência Castelan é malandro ao usar o seu chill trap mas com as batidas do funk, é o famoso bate mas assopra; e fechando a casa DUZ avisa que não esta pra brincadeira e faz o remix mais cabeçudod e todos. Muleke piranha NATO!

Acompanhe mais do trio que vai abalar o seu baile, o link é este: Pesadão Tropical.

 

Dona da Boca – Comunidade Nin-Jitsu

Adivinha que esta de volta na praça? Longe de ser o Planet Hemp, os gaúchos de Porto Alegre da banda Comunidade Nin-Jitsu acabaram de lançar um funk quase melody, com aquele timbre pop, com uma pitadinha de romance (a maneira deles é claro) e leva a produção do Edu K. A banda que tem como integrante o nosso amigo Chernobyl aproveita para avisar que estão com 10 músicas inéditas para serem lançadas em breve, assim, se prepare que tem álbum vindo por ai!

 

Eletrofunk Brasil – de cara nova

photo

Há alguns boatos e rumores rolando pelo Paraná, dizendo que agora o Electrofunk Brasil – aquela equipe de som que inventou o eletrofunk paraense, usando a melodia de musicas conhecidas da eurodance, com uma batida 4×4 – perdeu o seu criador e grande produtor Clebber Mix, que agora corre em uma equipe paralela.

Por conta disso, os clipes e musicas estão com uma linguagem nova! Acompanhe por esse primeiro videoclipe do Guino & Stif que recriam o clima paulista do funk ostentação nas suas bases de eletro:

Mais do que isso, o EletroFunk Brasil continua com a Mc Mayara, que quando explodiu estava na virada dos 17 para os 18 anos e teve alguns problemas com casas noturnas e algumas apresentações tendo que se ausentar até completar a maioridade, e também com a linda DZ MC.

Sim, a equipe teve algumas baixas, infelizmente, mas o som continua firme e forte. Agora, eles tem uma página na internet que te ajuda a receber as novidades e notícias da equipe. Além disso, no site do EletroFunk Brasil você ainda consegue comprar uma camiseta da equipe ou do seu mc favorito. Falando em MC, agora a equipe conta com mais de 10 artistas.

Pra não perder o clima do Som, confira mais videclipe da Mc Mayara, que estava grávida:

Introduzindo Golden Kong

A história de muitos produtores de música eletrônica chegam a ser parecidas, o que algumas vezes ajudam o produtor. A história do produtor Fernando Simões é daquelas que começa um projeto de um estilo X, soltando algumas produções com download free na internet, depois se junta com um parceiro e monta uma dupla, e por fim arrisca mais um novo projeto, dessa vez chamado Golden Kong – que na nossa opinião, é o melhor dentre eles, já que traz um acumulado de conhecimento e produções, ao invés de remixes.

Golden Kong traz referências globais para as batidas do funk carioca, na música Não Para, Continua com os vocais do carioca Mc Guss (que apareceu na rasterinha Vol.1) o favela trap vem com a influência do chill, mesmo com o peso da linha do grave a música não chega a ser agressiva. O som, lembra um pouco o Sango, mas a criatividade da letra mostra que agora são produções voltadas para o Favela Trap ao invés de reaproveitar clássicos do funk.

O produtor agora já adiantou que tem um mini EP com 3 produções pra lançar em breve, ele esta aguardando apenas os vocais de um MC para fechar com estilo o material. Enquanto isso, você pode garantir o download da Nao Para continua em troca de um Like na página do facebook do produtor.

Bonde do Passinho – Todo mundo aperta o Play

Época de Copa é assim, surge milhares de músicas temas, musicas sobre a copa, sobre o Brasil, sobre a festa, sobre tudo. Nesse meio, aparece o Bonde do Passinho, dançando uma das músicas oficiais da Copa, com, veja só, o passinho, que é a parte mais legal.
Já falamos há algum tempo atrás, que o passinho ajudaria a tirar aquela estigma negativa do funk carioca, e tem conseguido fazer isso com muito sucesso. O Bonde do Passinho fez uma performance incrível nesse videoclipe e ainda ajudou a divulgar ainda mais a cultura do funk. Confira e se divirta com o videoclipe.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.815 outros seguidores