Arquivos | Noticias RSS for this section

Baile da Pesada – Fernanda Abreu

Fernanda Abreu no batidão, relembrando alguns nomes clássicos do funk carioca. #relembraréviver

Mc Maromba – essa mule nao presta

10511146_619685874811397_4516547490003252356_n

 

O Mc Maromba que sempre busca uma novidade, acaba de trazer uma nova tendência para o baile funk, uma melodia de circo mais uma letra contagiante. A ideia é fugir das letras de passinho do romano, ou de ostentação, ou até mesmo de rimas comuns entre os outros Mcs. Maromba quer mesmo se destacar pela sua qualidade e criatividade, e ao ouvir essa mulé não presta, você perceberá uma proximidade muito grande com a forma do Mc cantar no palco, puxando para a brincadeira e ao mesmo tempo para a sacanagem.

A música tem chamado a atenção do público e pode chamar a sua também. Aproveite enquanto o download esta free.

Barulho – Banginclude

a0140686124_10

Voltando ao assunto rasterinha, o ritmo que ganhou o mundo chegou no selo português graças ao produtor ( e amigo) americano, BangInclude.

Pra quem acompanha a história da rasterinha, sabe que o chefe do selo português Enchufada, João Branko, gosta e apoia a rasterinha desde a primeira ouvida. Assim, não foi surpresa ao ouvir os beats quebrados e característico da rasterinha no lançamento Barulho.

As duas músicas que levam influência globais nas batidas da rasterinha, mostram uma opção cabeçuda do som. Muito dessa influência vem do Zouk – estilo em que a Enchufada apoia. Outra influência do barulho, vem do pézinho que o produtor tem nos estilos globais, como na sua produção Swerve. Barulho segue a risca o nome barulho, e deixa o som do verão barulhento. (zás)

BRZ005 – Vem Piranha remixes

brz-005

Sol, Suor e Grave, é assim que o trio mais bacana de Pelotas se identifica.

O Pesadão Tropical vem agitando o cenário de favela trap com suas produções e agora em agosto vai completar um ano de existência. Pensando nisso, resolveram pedir uns remixes para o seu single Vem Piranha e descobrir o que é piranhagem, assim que surgiu o EP dos piranhudos, BRZ005 pelo selo Braza.

São 5 remixes, um mais legal que o outro. Na ordem: BLVDE traz um electro pesado com influência do trance, fugindo totalmente ao popular global bass e ghetto culture; em seguida o alemão Ghetto Vanessa traz nas batidas do moombahton a forma de samplear do funkeiro carioca – ou pelo menos como ele entende que seja isso; para acalmar a pancadaria sonora, Carlos Beat traz o chill trap – filho do Sango – e acalma o rolê, sem perder a essência da coisa; falando em essência Castelan é malandro ao usar o seu chill trap mas com as batidas do funk, é o famoso bate mas assopra; e fechando a casa DUZ avisa que não esta pra brincadeira e faz o remix mais cabeçudod e todos. Muleke piranha NATO!

Acompanhe mais do trio que vai abalar o seu baile, o link é este: Pesadão Tropical.

 

Dona da Boca – Comunidade Nin-Jitsu

Adivinha que esta de volta na praça? Longe de ser o Planet Hemp, os gaúchos de Porto Alegre da banda Comunidade Nin-Jitsu acabaram de lançar um funk quase melody, com aquele timbre pop, com uma pitadinha de romance (a maneira deles é claro) e leva a produção do Edu K. A banda que tem como integrante o nosso amigo Chernobyl aproveita para avisar que estão com 10 músicas inéditas para serem lançadas em breve, assim, se prepare que tem álbum vindo por ai!

 

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.823 outros seguidores