“Eu vou fazer uma parada que vai mudar tudo”, a história do MC R1 até o funk.

11070898_936006733106365_5482811667600983027_nMC R1 na NitroNigth

Texto escrito por: Victória Khatounian

“Pra mim, DJ é uma das melhores profissões do mundo, pena que no funk ela é banalizada”. Essa foi uma das primeiras frases que o MC R1 me falou quando fui entrevistá-lo. O MC, que também é produtor e compositor, já lançou “Joga o BumBum” com o parceiro MC Maromba e o sucesso das academias “Treme a Bunda”. Quando contei que estava fazendo um curso de DJ, ele respondeu que estava “até meio injuriado”, nas palavras dele, com esse meio. Depois de mais de 2 horas de conversa, fui entender o porquê – e vi que ele tem bons motivos pra isso.

Leia Mais…

Tem MC Binladen, Tem Marginal Men, Tem Pesadão Tropical e tem Remix.

artworks-000117665850-iaon1x-t500x500

De um tempo pra cá, ficou mais fácil fazer produções de neo baile funk com a galera que realmente produz funk. Se antigamente os produtores ralavam pra achar os vocais na internet, limpavam na unha e remixavam em cima das batidas, atualmente a galera cola na produtora, toma café e vai pro rolê junto.

Nesse tipo de parceria que a dupla Marginal Men se aproximou da KL Produtora (aquela do Mc Bin Laden, Mc Brinquedo, Mc Pikachu, Mc 2k e outros mais) pra lançar diversos remixes. Os caras, realmente, chegaram na fonte do funk paulista pra mostrar uma nova opção de funk – o que pode ajudar os produtores de raiz a verem o funk como a música eletrônica brasileira.

Numa dessas, saiu esse Fantástico, Pesadíssimo e Divertidísimo que só parcerias assim conseguem fazer. Um remix de trap para a música “Oh Segurança” com o Pesadão Tropical. Habituados com o trap (tanto o trio como a dupla), o remix ganhou synths sombrios e batidas fortes e deixou uma dinâmica diferente no segundo drop, com batidas mais aceleradas e uma melodia de electro alucinante .

É certo que a música vai cair no gosto dos moderninhos adeptos ao Neo Baile Funk. Mas e os funkeiros de raiz, o que será que acham do remix? Comente abaixo uma possível reação.

 

 

BH Dance Festival, por Guilherme Niches

 11039146_1095705167110072_4567130015318189295_n

Texto escrito por Guilherme Niches, do trio pelotense Pesadão Tropical

No dia 02/05/15, a Pesadão Tropical foi convidada para participar da quarta edição do BH Dance Festival em Belo Horizonte- MG, dessa vez com apoio da Festa Push, a principal do cenário de música alternativa mineira. O evento aconteceu no Mirante Olhos D’Agua e trouxe atrações internacionais como o americano Steve Aoki, os canadenses do DVBSS e o português Kura. Aproveitei meu tempo livre no festival para dar uma volta e fiz um relato sobre a experiência. Confira:

Leia Mais…

Kill the Bass apresenta EP “Ao Cair da Noite”

ktb_aocairdanoite_facebook

Com o compromisso de continuar revelando novos nomes e tendências do funk carioca, o Funk na Caixa traz o EP “Ao Cair da Noite” do paulistano Lucas Marim, 24, natural de Osasco.

O lançamento oficial sai no dia 03/06/2015, mas adiantamos a mix que o produtor gravou para mostrar as influências do seu som. Não vacila e assine a nossa NewsLetter pra ficar em dia com os lançamentos do Funk na Caixa.

 

HEAVY BAILE NESSA PORRA

avatars-000137542070-vlwcn6-t500x500

O que era bom ficou melhor. Sim, vocês sabem mas é válido repetir: O movimento que nasceu nas produções do Leo Justi, virou um coletivo e uma festa chamados Heavy Baile (ou HVY BL pros íntimos). Agora, além som singular que o Leo crio, agora tem uma galera MANEIRA produzindo junto, como o dj Dorly e o Johnny Ice.

Bem, sabendo disso, confira esses 2 lançamentos do grupo:

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.967 outros seguidores