No Stupid Solution – Funk is not dead

avatars-000080947575-aqpbv2-t500x500
Falando novamente de funk com rock, ou com guitarras como dissemos no post do Porno Klan, a banda de um homem só No Stupid Solution mostra que a mistura da certo sim, e que vale a pena investir.

Vindo da capital Porto Alegre – RS, Luiz Caimi é o idealizador das músicas, junto da produção do Chernobyl. Com um EP de 4 músicas, alguns remixes e mixtapes, o projeto começa a tomar cada vez mais corpo e vem definindo sua linguagem sonora. No remix de Vai Popozuda, o estilo do NSS soa bem claro junto dos vocais do Edu K.

Assim como no remix para as Pérolas Negras, onde o tamborzão esta mais do que presente no hip-hop global das cariocas. Mas calma, as guitarras não se foram, elas são a marca do NSS.

O NSS caiu no conhecimento do público com uma música no EP do selo Braza, que mostrou os produtores do Sul. Em uma conversa com Luiz, ele conta que no RS a ideia do funk com guitarra é comum, aliás, o rock é bem popular na capital, e por isso a mistura não soa estranho para os gaúchos. Disse que “ainda rola muito preconceito com o funk”, mas a mistura agrada e nos seus shows, onde divide o palco com o produtor Chernobyl que fica nos decks soltando a batid, Luiz canta e toca a guitarra. Show ousado!1001435_714616458564903_1988897147_n

O projeto tem força e se mostra bem interessante, o produtor ainda promete mais músicas com a santista Mc Gi e com o Edu K. Mesmo com vocais em inglês, as músicas tem ritmo e leva o suingue carioca. Para fechar de cabeça o post, vai curtindo a mixtape que ele gravou. Aproveite e apoie o trabalho do produtor seguindo ele no soundcloud e na sua página do facebook. #funkisnotdead

 

BRZ005 – Vem Piranha remixes

brz-005

Sol, Suor e Grave, é assim que o trio mais bacana de Pelotas se identifica.

O Pesadão Tropical vem agitando o cenário de favela trap com suas produções e agora em agosto vai completar um ano de existência. Pensando nisso, resolveram pedir uns remixes para o seu single Vem Piranha e descobrir o que é piranhagem, assim que surgiu o EP dos piranhudos, BRZ005 pelo selo Braza.

São 5 remixes, um mais legal que o outro. Na ordem: BLVDE traz um electro pesado com influência do trance, fugindo totalmente ao popular global bass e ghetto culture; em seguida o alemão Ghetto Vanessa traz nas batidas do moombahton a forma de samplear do funkeiro carioca – ou pelo menos como ele entende que seja isso; para acalmar a pancadaria sonora, Carlos Beat traz o chill trap – filho do Sango – e acalma o rolê, sem perder a essência da coisa; falando em essência Castelan é malandro ao usar o seu chill trap mas com as batidas do funk, é o famoso bate mas assopra; e fechando a casa DUZ avisa que não esta pra brincadeira e faz o remix mais cabeçudod e todos. Muleke piranha NATO!

Acompanhe mais do trio que vai abalar o seu baile, o link é este: Pesadão Tropical.

 

Mixtape do Dj Rd da NH na Wobble

10525593_762543907142971_5329560245779522128_n

O dj e produtor RD da NH vem sacudindo as pistas e as músicas com suas produções. Dono camuflado dos hit’s Bigode Grosso da Mc Marcelly e Quero Bunda do Mc Tipocki, o produtor lança semanalmente uma média de  5-10 músicas novas, na qual ele produz para os seus clientes e amigos.

Recentemente, ele foi convidado para participar da festa Wobble que rolou em São Paulo, e para alegria geral, ele gravou o set e ficou incrivelmente incrível. O produtor, além de mostrar os funks mais originais e vindo direto da sua mesa de produção, ainda misturou com sons globais como o TRAP, numa seleção bem legal. O resultado final ficou interessante, diferente e ao mesmo tempo surpreendente. Escuta e entenda do que estamos falando.

Twerkerinha : Photo Romance

artworks-000086764244-hqvtqy-t500x500

Falando em rasterinha, o francês Photo Romance, que participou do álbum rasterinha vol.2 , acaba de lançar uma “twerkerinha”, um mix de rasterinha e twerk. A música segue bem os ritmos gloais e tendências, aproveita o ritmo da rasterinha para colocar o suingue do twerk, mas erra ao não colocar vocais na musica, que fica vazia e apenas instrumental.

O lançamento é encabeçado pela Coco Bass, selo da Venezuela.

Heavy Baile Mixtape

artworks-000086675449-msgyfd-t500x500

Nosso amigo Leo Justi, que há muito tempo vem trabalhando no seu estilo, e  que agora começa a formar uma equipe de som, Heavy Baile, acaba de lançar uma mixtape adiantando o que vem por ai no seu futuro álbum. Agora que esta assinado com a gravadora inglesa Wax Ploitation, os boatos contam que ele termina de limpar os direitos de umas músicas, fecha uma videoclipe e assim caminha para o lançamento oficial. Enquanto isso, vai curtindo essa mixtape FRE-NÉ-TI-CA!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.823 outros seguidores